FECHAR
Licitações Contratos Convênios Leis Decretos Relatórios da Responsabilidade Fiscal Estrutura Organizacional Folha de Pessoal
Semma resgata peixe-boi na Comunidade Outeiro

Um filhote de peixe-boi de aproximadamente 102 cm foi resgatado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Mineração – SEMMA, na comunidade Sagrado Coração de Jesus, localidade Outeiro, zona rural do município.

O Órgão foi acionado pelos ribeirinhos para fazer a captura no local, que dá acesso à comunidade. “Nós fomos lá e nos deparamos com o filhote livre, solto no seu habitat natural, isto ocorre porque mataram a mãe”, disse Rubson Rodrigues, Secretário Municipal de Meio Ambiente e Mineração.

A fêmea que pesa 15,5 kg passou por avaliação e em seguida foi encaminhada para o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, em Manaus.


“O atedimento nessa unidade que temos parceria será melhor, mas o animal esta bem, cuidamos ao longo dessa semana”, pontua.

O Prefeito de Oriximiná, Delegado Fonseca, acompanhou o processo de condução do animal, ressaltou o importante trabalho de resgate e proteção do mamífero, agradeceu ao empenho da equipe da SEMMA e ao apoio técnico fornecido pelo Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA).


“A Secretaria de Meio Ambiente (SEMMA) mais uma vez demonstrou seu compromisso com a preservação da fauna e da biodiversidade ao realizar mais um resgate de um peixe-boi no município de Oriximiná. O resgate desse peixe-boi é uma ação fundamental para a conservação dessa espécie ameaçada de extinção. O nome dado ao animal, Rita Lee, é uma forma de homenagear a famosa cantora e também de chamar a atenção para a importância da preservação de nossa fauna e flora”, enfatizou o Prefeito Fonseca.

De acordo com o responsável pela pasta, quem tiver qualquer informação sobre captura e comércio ilegal de peixe-boi deve denunciar à SEMMA.


“Então, é um animal ameaçado de extinsão e pedimos as pessoas que na comunidade, quem possa vir a cometer esse crime, ilícito ambiental, possam fazer a denuncia para que nós possamos coibir a essa prática, pois fazem o abate justamente para vender a carne do animal. Nós somos ricos em pescado, e não há necessidade da pessoa matar o peixe-boi para vender como alimento”, finaliza Rubson.

Abrir bate-papo
1
Olá
Podemos ajudá-lo?

Este website utiliza cookies próprios e de terceiros a fim de personalizar o conteúdo, melhorar a experiência do usuário, fornecer funções de mídias sociais e analisar o tráfego. Para continuar navegando você deve concordar com nossa Política de Cookies e Política de Privacidade e Proteção de Dados.